O que compõe o valor do condomínio?

Os valores do condomínio que você paga (ou irá pagar) são definidos de acordo com diversos critérios, como a quantidade de moradores, funcionários e os itens de lazer. Entender quais são as despesas envolvidas é mais eficiente para avaliar se o valor pago é justo ou não.

Para entender o porquê de algumas taxas de condomínios serem tão altas é preciso entender o que é esta taxa e como ela é composta, ou quais os itens se são considerados para a formação do valor.

Imagine um prédio de apartamentos com portaria 24 horas e elevador. Neste caso você precisa considerar o seguinte:

  • Valor contratado para pagamento dos porteiros se for uma empresa terceirizada ou o pagamento direto para eles. Neste último caso deve incluir todas as obrigações trabalhistas;
  • Valor pago a uma faxineira para limpeza dos corredores, hall de entrada, elevador e outras dependência comuns;
  • Valor da conta de energia elétrica do prédio, que neste caso inclui o elevador;
  • Valor da conta de água do prédio;
  • Custo com a manutenção do elevador e outras manutenções;
  • Valor pago para monitoramento por câmera;
  • Entre outros.


Despesas fixas
Todo condomínio tem despesas fixas mensais, mas algumas podem não ser tão evidentes. Uma grande despesa se dá no quadro de funcionários. Dentro do custo com pessoal, incluem-se também encargos como INSS e FGTS e benefícios, como alimentação e décimo terceiro. Existem também encargos envolvidos em serviços prestados ao condomínio, como o ISS (Imposto sobre Serviço).

Depois dos gastos com pessoal e encargos, as maiores despesas são as contas de água e energia. E em seguida, a manutenção do prédio, que pode incluir custos mensais de conservação de elevadores, piscinas, revisão de para-raios e outros.

Área de lazer
Os itens de lazer como piscinas, academias e quadras podem valorizar o imóvel, mas não são os maiores fatores de impacto no preço e seus custos mensais são incluídos nos gastos com manutenção e com funcionários. A piscina não tem um custo mensal alto, ela eleva o padrão do prédio, mas a água não é trocada com tanta frequência, então gastos com funcionários, com energia e água são muito mais relevantes para o valor do condomínio do que as despesas de uma piscina.

Uma boa gestão
Apesar de tudo, é possível um condomínio ser de alta qualidade e o custo não ser alto. É o caso do Unique Residencial. O empreendimento está localizado em uma área altamente valorizada de Joinville, conta com um acabamento de excelente qualidade e diferenciais que elevam o padrão do imóvel: projeto de segurança; Captação de água da chuva;  Opção de 2° vaga de garagem; Espaço arborizado; Hall decorado; Infraestrutura para aquecimento a gás; Churrasqueira a carvão; além de várias outras particularidades.

Ainda assim, o custo do condomínio é baixo. Isso se explica pela gestão da obra qualificada, em que todos os materiais e equipamentos utilizados visam entregar um produto muito bem feito e que não gere altos custos de manutenção. A partir disso e do alto conhecimento sobre inovações no segmento, a Daxo consegue proporcionar a todos uma taxa de condomínio mais baixa do que o comum.

Procura um apartamento com baixo custo de condomínio? Conheça nossos empreendimentos e Saiba como acontece em cada empreendimento!



1
Procurando o apartamento ideal para você? Fale com a Daxo agora!
Powered by